Meu vestido, comprar ou não comprar?

Olá a todos! Hoje simplesmente quero compartilhar uma situação pessoal que aconteceu comigo e algumas pessoas da minha família. Bom, falando de família quero dizer do meu cunhado, minha futura cunhada e o casamento deles.

 

Como todos ou a maioria já deve saber, a preparação de uma casamento não é fácil, eu creio que as pessoas que mais se stressam acabam sendo os próprios noivos, eu particularmente não quis casar na igreja, preferi utilizar este dinheiro que ia gastar para fazer todos os preparativos em uma viagem maravilhosa à Tailândia junto com o meu marido.

 

Mas voltando ao caso, simplesmente aconteceu esse problema porque eu decidi comprar um vestido de festa de segunda, porque não creio que devo gastar uma nota preta em uma peça de roupa que somente vou utilizar durante 1 dia, ou melhor dizendo algumas horas.

 

 Enfim, a discussão surgiu em um almoço familiar quando comecei a contar, toda contente e orgulhosa que tinha encontrado um vestido maravilhoso que me ia custar 30% do valor orginal. Era uma marca famosa e porque não?  Foi então, que a casa caiu. Minha futura cunhada ficou indignada ao escutar que eu ia com um vestido “usado” e ao final começou uma pequena discussão na mesa com a família toda dividida, alguns que apoiavam a iniciativa e outros que não, e claro alguns neutros. Depois muito argumentar acabei convencendo a minha cunhada (claro que mostrei a foto do vestido antes), e ela deixou nas minhas mãos a decisão.

 

Às vezes fico pensando, como muitas pessoas ainda têm esse tipo de receio em relação aos produtos de segunda mão, porque em muitas situações já topei com produtos que eu poderia ter comprado como se fossem novos, somente faltou a etiqueta do preço de novo neles. Acredito que todos conseguiriam contribuir melhor e economizar muito quando aprendessem a utilizar essa opção de compra.

 

Qual a sua opinião Já comprou algum produto usado? Conte-nos!